Coma Frustração no Café da Manhã


Frustração é um negócio pesado que pode acabar com dias, semanas, meses ou até anos de produtividade da gente.

Ao menos tempo que ela corrói nossos dias ela é praticamente inevitável – a não ser que você seja um autêntico estóico, ausente de qualquer expectativa na vida, o que eu duvido bastante.

Então já que ela tá ali sentada do nosso lado comendo pipoca, como lidar no dia-a-dia com essa mardita?

O jeito que eu busco lidar com frustrações hoje é invertendo o jogo – ao invés de ser a caça, me torno o caçador.

Eu sento na cadeira com ela, olho nos olhinhos dela e afirmo:

“Você já se alimentou demais de mim – agora EU quem vou me alimentar de você!”

Querido marujo e maruja, hoje eu como frustração no café da manhã.

Eu sinto o gosto da frustração e é uma delícia!

Eu digo: “Vem, frustração – e traz o ketchup!” 😈

Sua arte não está saindo do jeito que você quer? Hummm, que sabor maravilhoso! Traz mais!

Você ainda não consegue viver do que ama? Yummy yummy!

Continue mastigando ela, até ela gritar: “E-EI, EI, CHAPA! OK! JÁ ENTENDI! TÔ INDO EMBORA!”

Quando a frustração se torna o combustível e não a fonte de drenagem, a viagem fica mais interessante.

E como diria Mr. Robbins: Não estamos em uma viagem – viagens são previsíveis. Estamos em uma JORNADA, e isso é muito mais engrandecedor.

Continue navegando e bom café da manhã! (Hoho! 😈)